Detalhes

Passam os dias. As horas. E fica a esperança do novo. Daquilo que não é visível aos olhos, mas perceptível ao coração. Talvez um dia as pessoas consigam sentir o sol tocar na pele, fechar os olhos e sentir o calor tomando conta do corpo e  iluminando por dentro. De vestir o sorriso mais sincero e ser retribuído. De acreditar que em uma troca de olhar existe uma longa conversa. Que as mãos tem um poder incrível de expressar sentimentos. Enquanto tudo passa e as pessoas deixam escapar os detalhes, eu vou vivendo os detalhes, mas as vezes eles transbordam demais.



Patricia Thomaz





Postagens mais visitadas deste blog

Sapatilhas azuis