domingo, 30 de março de 2014

É necessário mais que amor...

Então ela olhou pela janela e sorriu pois o dia estava lindo. Não havia lágrimas no rosto, apesar das olheiras que perduravam em ficar, haviam pássaros e flores. As mais doces. Dançou ao som de Roberta sá, Vinícius, Caetano... E dançou e decidiu não parar. Mas sempre vinham as lembranças que ela já não queria. Não que fossem sempre tristes, mas sempre lhe faziam chorar. De alguma forma sangrava. De alguma forma ainda era mágoa que não houve perdão. Ele dizia sobre o amor, mas ela não via. E ele também não. Ela sempre esperou e defendia seu amor. Ele não esperava. Ele não conseguia ficar só. Ele se preenchia em um outro alguém para calar sua dor. E ela percebeu que o amor não bastava. Então ela fechou os olhos e decidiu deixar entrar na vida e no coração, só quem lhe estendesse a mão e não largasse mais. Resolveu então não ter mais medo de amar. Se libertar. De se entregar ao novo.



Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...