segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Triângulo amoroso de Pedro

Ana ama Pedro.
Pedro ama Ana.
Luiza diz que ama Pedro.
Luiza vendeu sua alma para ganhar amor de Pedro.
Pedro procurando o amor perfeito se rendeu a Luiza.
Ana esperou por Pedro.
Pedro descobriu que sempre amou Ana.
Pedro quer que Ana esqueça o passado.
Ana não sabe se pode esquecer.
Luiza continua tentando tudo, mas ela pode prender o olhar, o corpo, mas o coração sempre foi de Ana.
Ana não aceita Pedro ter duas.
Pedro diz que as duas juntas são perfeitas.
Pedro diz que só precisa de todo cuidado.
Luiza sabe que quando ele não esta com ela esta com Ana.
Ana sabe de Luiza, porque Pedro conta tudo, até da briga no táxi.
Pedro esta triste.
Ana não quer ver Pedro triste.
Pedro sempre vai ser o seu amor.
Mas Pedro vai acabar sozinho por não seguir seu coração.
Por nunca escolher.

sábado, 4 de janeiro de 2014

Não me acorde.

Não me acorde!
Não grite!
Deixa-me viver.




Era isso. Só isso. É tudo que desejo. Não importa o que aconteça. Eu e você, como diz na música, pode não ser dois. E eu quero continuar a ver o céu azul, as nuvens dançantes, um mundo colorido, rir por nada e por tudo também. Quero suas mãos entrelaçando as minhas, o aconchego em seus braços. Os lábios ardentes de paixão. Quero não acordar. Quero que fique aqui para sempre. Quero seu olhar sobre os meus e te ver sorrindo para mim. Ainda sim, que cante qualquer coisa de Vinícius de Moraes, Caetano Veloso, Marcos Valle e Chico Buarque. De  ir ver o sol se pôr e você se perde em meus olhos, só´pra ter desculpa pra voltar. E se realmente você for o sol e eu a lua. Quando nos encontrarmos. Não haverá do que se arrepender. De me fazer me amar. De querer mais e ter vontade de sorrir e me vestir com meu sorriso. Então pra que acordar se tudo esta tão bem. Pra que acordar se isso é real. Se você me faz tão bem. 


Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...