sábado, 4 de janeiro de 2014

Não me acorde.

Não me acorde!
Não grite!
Deixa-me viver.




Era isso. Só isso. É tudo que desejo. Não importa o que aconteça. Eu e você, como diz na música, pode não ser dois. E eu quero continuar a ver o céu azul, as nuvens dançantes, um mundo colorido, rir por nada e por tudo também. Quero suas mãos entrelaçando as minhas, o aconchego em seus braços. Os lábios ardentes de paixão. Quero não acordar. Quero que fique aqui para sempre. Quero seu olhar sobre os meus e te ver sorrindo para mim. Ainda sim, que cante qualquer coisa de Vinícius de Moraes, Caetano Veloso, Marcos Valle e Chico Buarque. De  ir ver o sol se pôr e você se perde em meus olhos, só´pra ter desculpa pra voltar. E se realmente você for o sol e eu a lua. Quando nos encontrarmos. Não haverá do que se arrepender. De me fazer me amar. De querer mais e ter vontade de sorrir e me vestir com meu sorriso. Então pra que acordar se tudo esta tão bem. Pra que acordar se isso é real. Se você me faz tão bem. 


Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...