sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Por você



"Dava tudo por amor

Eu vim de longe
Dava pra sentir
Você dançando só pra mim"





Desculpa,


Você é a pessoa certa, na hora errada.

                                               Me perdoe.

Você é importante para mim.
                       
                                        Não sinta raiva.

Se quiser, fique e assim bem de mansinho...
                                    
                                          Me roube para você.

Mas se quiser ir eu entendo.

                                            Vou sentir.

Mas é que meu coração antes de você chegar...
                                 
                                           Foi muito machucado.


Não quero te fazer sofrer.





Se for o melhor, por você. Por agora. Hoje. Fique.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Sobre nós...

" Eu preciso falar com alguém. Alguém não, você." [one day]



E assim como se os dias tivessem perdido a cor, ele chega pedindo carinho. Pedindo atenção. E ela, não percebeu dessa vez o que realmente era. Se era mais uma das brincadeiras fofas que ele faz, onde acabam rolando no sofá de tanto rir.
Contou coisas engraçadas, outras que lhe incomoda ouvir. E dessa vez ele precisou gritar. Berrar. Para ver se ela notava o que estava atrás daquelas nuvens escuras. Então ela escutou. Ela chorou. Ficou com raiva. Ele também. Então veio o silêncio desses que arranca seu coração e faz sangrar. Ele então pegou nos cabelos dela e a beijou. Ela o beijou. Foi doce e envolvente. E ele perguntou. Porque ela fazia tudo o que ele não gostava. Porque ela não demonstrava mais o amor que ela tanto diz. Porque ela se afastou. Porque... Ela baixou a cabeça e sussurro "medo". Ele levantou a voz- "quê" ela o olhou com os olhos já inchados e disse medo, eu tenho medo. Ele disse, Eu te amo, ela o olho e ficou pensando que era um sonho. Ficou sem reação. Ele a abraçou sempre foi você. É além do que qualquer um possa entender é sempre você, mas você desistiu de mim e sem você eu não tenho ninguém... Ela o abraçou e ficaram assim. Respiraram um pouco, se olharam e depois até riram juntos. Ela disse desculpa e beijou seus lábios. As Palavras dele ecoaram até que o sono fosse o vencedor. Mas seus olhos ainda estavam inchados. E ficariam assim por um tempo. Ela cansou. Ela já não sabe o que fazer. Talvez esquecer o q passou. Ou aceitar. Mas aceitar dor. Aquilo não era um jogo. Era um sentimento. E sentir dói.





Então ela pediu, cuida de mim também e não me faz sofrer mas...

sábado, 14 de dezembro de 2013

"É você que tem
Nas tuas mãos
Meu choro de mulher
Tem meu ver
O meu sonhar, o que quiser..."


E mais uma vez eu escrevo. Talvez seja um pouco egoísta escrever sobre o que sinto, mais assim, minhas emoções parecem mais claras. Pode ser as pontuações que impõem continuação ou fim. Mas é um modo de eternizar meu sentir. Pois falar e sentir já não me basta.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

E um dia, você conhece alguém que se encaixa. Que precisa de todo seu amor. E você se entrega. Você ama tudo nessa pessoa e não vê seus defeitos. E um dia, assim sem explicar...ele se vai. Ele vai embora. E você só vê a solidão. O escuro. O vazio. Te deixa seca. E você tentar seguir em frente, mas algo te prende. E depois de um tempo, você percebe que seu coração só precisava dize:
- Adeus.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...