quarta-feira, 27 de março de 2013

vão se os dias

“Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve.” [Martha Medeiros]






... e depois de abraços e beijos ele confessou uma tal saudade que ela já não ouvia há tempos. Como se chama? Não sabia nomear ou dizer qualquer coisa. Apenas sentiu. Assim como sentiu os beijos e as mordidas em meio a olhares e sorrisos. Não havia nada além e havia tudo. Podia ser só hoje. Pois ele sempre disse que sua memória já não era tão boa e que seu coração tão confuso. Mas tinha certeza dela. Tinha certeza que precisava dela ali. Que não era igual com ninguém como com ela. Em seus braços. Ele se sente protegido, sem ter que proteger sempre. Pode contar tudo. E esse tudo é tudo mesmo. Pode não contar agora, mas amanhã meio por entre palavras de desculpas, ele fala. E já não quer mas falar, só quer colo, só quer um coração quente para descansar. Mas ele sabe que agora ela já não é mas a mesma. E que já não que a incertezas dos dias. E ele quer qualquer coisa de doce dela, de romântico como a menina que rodopiava com ele pelo salão. Pra ela talvez o passado já não lhe caiba. Talvez só não queira. Ela também não sabe. Pela primeira vez sente dúvida. E então eles se encontram como fugitivos. Querendo um pouco de paz. E as vezes até vêem aquele brilho no olhar. E ficam quietos falando por abraços onde estão seguros e ninguém pode entrar. Onde cabe a lágrima, Sorriso. Beijo.Segurança. Adeus. Que ele já não quer e ela que não queria agora pensa, mas sempre volta. E esse vai e vem é torto. E ele pergunta porque ela faz isso com ele. Por que  só com ela é assim. Ele sente raiva. Não consegue ficar brigado. Se vai embora a segura pela mão. E se ele vai ela sorri e então tudo fica "bem". E diz que um dia ele não vai mais faze-la sofrer.. Vai quietar o coração.Ele só esquece que ela pode não estar para sorrir e ele ficar. E que o amanhã pode não acontecer. Mas dizem que o amor só é bom se sofrer, Será ? E como se não houvesse mais rumo, vão pelos dias incertos.

terça-feira, 19 de março de 2013

Lascas de felicidade

 " É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão.O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver "                                                                    

[Gabriel García Marquez]




Luz. Lua. Brilho. Noite. Esperança. Impulso. Inquietude. Euforia. Sonho. Realidade. Ilusão. Lágrimas. Sorrisos. Pés nas nuvens. Gargalhadas. Realização. E tudo isso em um único dia. Dia que quis esquecer e depois lembrar para sempre. Sentimentos confusos e entrelaçados que podiam ser feitos e desfeitos como uma laço desses de prender o vestido. 

Um barulho irritante vinha da sala. Podia  ser de um secador de cabelo. Não se sabia ao certo, pois tentava incansavelmente silenciar aquele barulho. Jogou as cobertas no chão e levantou contra a vontade de seu corpo. Ainda era cedo. E não queria desperdiçar com pensamentos tristes que lhe faziam sucumbir e roubar sua juventude.
Não era segunda,talvez não era terça. Tentou lembrar que dia era, mas foi em vão. Já não sabia. Antes pelo menos sabia quando era domingo e segunda pois ficava com Lucas. Mas agora que ele vem nos outros dias também. As vezes intercalados e outros não. Já não sabe. Mas sabia que a lua meio pálida ainda estava lá.
Beta ligou o rádio na sala.  Sentiu vontade de gritar " Desliga essa porcaria [tentando ser um pouco educada]" Mas era em vão e depois até gostava da banda. Se jogou na cama e ficou ouvindo. Depois cantando. E pulando. Como se ela nunca tivesse chorado na noite anterior por sentir medo. Medo das coisas que Lucas pede para ela não pensar e ainda sim pensa.
- " chegou a hora de recomeçar
Ter cada coisa em seu lugar
Tentar viver sem recordar jamais "
Repetiu e repetiu. Incansavelmente. Como uma criança que aprende sua primeira música. Pegou sua sapatilha já desgastada e suja e rodopiou. Criou uma coreografia. Ou melhor. Cada vez que repetia a música era uma nova. Não cansava. Seus pés já estavam com bolhas. E mesmo doendo sorria. E sonhava. Desistiu então de planejar. Resolveu sentir. Como é que Lucas disse mesmo : " Quando você dança, você se ilumina, você nasceu pra isso. Seu corpo e seu olhar. A leveza e a presença é notável. Eu amo você dançando, foi assim que me apaixonei por você ".  Então ela tomou seu café e correu para o trabalho.
As ruas lotadas e nem era segunda ou sexta. E ainda sim as pessoas se esbarravam e de repente tudo virou música e tudo virou dança. E então voltou a dançar. De um lado para outro. Desviando. E foi pela rua sorrindo e sorrindo. Parecia essas  enamoradas e por que não ser?
E naquela noite, naquele azul... Ela encontrou seu lugar. E bastou apenas um som. Um toque nas mãos. Um passo Um olhar... Pra ela se sentir viva . Pra sentir uma pequena parte da felicidade.


quinta-feira, 14 de março de 2013

Você deixou saudades...

"Tem só uma coisa que eu queria dizer pra vocês antes de ir embora: A gente fala esse monte de loucura, fala palavrão pra caramba, passa toda a nossa rebeldia, a nossa atitude, o que a gente acredita… O fato de eu ter tatuado em mim, no meu braço, “Marginal”, não quer dizer que eu sou um marginal que faz várias fita, que a assalta os outros não. Quer dizer que eu tô a margem, de muita coisa que eu acho que é hipócrita, que é mentirosa, tá ligado, eu tô a margem da inveja, eu tô a margem da revolta ruim, tá ligado. Porque eu fiz da minha vida, uma vida de trabalho, de batalha. E nela, tá ligado, o meu sonho se fez, e se fundiu. Graças a vocês, mas a gente batalhou muito pra chegar aonde a gente tá. Só que tudo isso que a gente tem, tá ligado, sem uma consciência que a gente adquiriu, hoje não era nada. Porque eu, hoje, eu tenho uma coisa que talvez vocês não tenham. Que é uma banda de sucesso, é uma vida louca, de cada dia tá num lugar, de aparecer na televisão, de tocar no rádio. Só que muitos de vocês tem uma coisa que eu não tenho. Que é o pai de vocês, tá ligado. Meu pai se foi faz dois anos, e até hoje eu não consigo entender porquê. Então, se você tem pai, se você tem mãe, se você tem uma casa, se você tem uma comida na mesa, se tem uma cama limpinha, quentinha, se você tem saúde, se você enxerga, se você escuta, se você se supera, se você erra e aprende com o seu erro, AÍ VOCÊ É FELIZ, AÍ VOCÊ TEM TUDO! Porque dinheiro e sucesso não compra tudo não. O dinheiro compra muita gente, mas não compra tudo não, tá ligado. Então quero que vocês entendam, que o melhor que a gente pode ter na vida são as coisas básicas: é a nossa saúde, é a família, é o amigo, é o lugar pra viver, tá ligado, é ter no que acreditar, é viver em função de um sonho. Eu tenho uma alma, que é feita de sonhos."    [Chorão]







segunda-feira, 11 de março de 2013

Branda confusão




E as vezes eu sinto medo E sem quase nenhuma razão uma felicidade inquietadora. Sinto vontade de cantar e de contar ao mundo e depois me calo. Me vejo confusa e depois clara como água. Será que sou eu ou é o mundo que anda na contra mão. Eu não sei. Tudo que sei é que não adianta o quanto eu planejo Minha vida nunca segue aqueles passos. Como não? Eu tento fazer tudo certinho. Mas sabe é muito difícil viver. É muito difícil escolher.  Ser mulher. Mãe. Esposa. Amiga. Eu sei você deve estar pensando que todo mundo sabe disso. Então você sabe como as vezes você quer fugir do mundo. Mas ao contrário enfrenta tudo. Porque é nos piores momentos que encontra forças onde achava que não tinha. E você se vê fria. Cansada. Vazia , ou quase, porque no fundo você sente um amor que poderia contagiar o mundo. E você o cala. O afoga. O asfixia aos poucos. E começa caminhar mas devagar. Como se embaixo dos seus pés tivesse um um lago revestido de gelo delicado e fendido. E isso é bom. As vezes é doloroso, mas é bom. Bom porque te ensina a viver. Te ensina a ser forte. Te ensina a não cometer os mesmos erros e quase sempre começa acertar. E de repente você tem uma nova chance de fazer do seu passado um novo presente e você quer, mas sente medo. De errar. De sofrer. Mas isso é o que o amor nos causa. Porque o que é verdadeiro vive para sempre. O que não é, parece sempre incompleto. É sempre incompleto. E vai ser sempre. Você me entende. O amor verdadeiro não é egoísta. Não é competitivo. Não é destruidor. Não é violento. Não é mentiroso. É cúmplice. É amizade. O amor é muito mais... e ainda tenho muito a aprender. 

sábado, 9 de março de 2013

como hoje



E as vezes as noites começão frias. Mas de repente elas podem te surpreender, como hoje. Ela se torna aconchegante e doce. Se transforma em puro mel. Existe algo mais doce? Um segredo. Erro. Desculpas... Palavras... As vezes só basta um olhar, um abraço, um toque nas mãos, um beijo... As vezes o silêncio é bom. As vezes, como hoje ele basta.

terça-feira, 5 de março de 2013

quem sabe


E  você abre os olhos e tudo a sua volta esta uma grande bagunça. E você não consegue fazer nada. Era como se estivesse num coma profundo. Onde o tempo não para, as pessoas continuam a viver e você fica ali. Em inercia . Ali...E como num estalar de dedos você sente uma vontade incontrolável de respirar. Eu sei, talvez isso não tenha haver com você, ou seja um monte de baboseira. e  até mesmo  ri e no fundo você entende. Pois quem ficou ali foi quem realmente te ama. E você se senti sozinho. e pensa em desistir. Os que foram roubaram um pouco de você. Roubaram seu olhar doce, sua inocência, sua alegria... E outros continuam te usando. Mas mesmo assim você respira fundo e tenta ver um pouco de luz de esperança. Seus planos? não se realizaram da forma que gostaria.  E nada parece dar certo. Mas você continua a lutar todos os dias para se manter vivo, mas quando consegue o que tanto quis não sabe por onde continuar. Então quem sabe ser um dia de cada vez. Quem sabe conquistar um dia de cada vez, sem planejar. Só respirar fazendo o melhor que pode. Pois na escuridão há medo, mas também existe esperança. O que acha de hoje você começar a fazer algo para você. Pode ser difícil fazer o certo hoje, mas amanhã vai ser melhor. E quem sabe você só comece abrindo a janela e deixando um pequeno raio de luz entrar.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...