sábado, 14 de dezembro de 2013

"É você que tem
Nas tuas mãos
Meu choro de mulher
Tem meu ver
O meu sonhar, o que quiser..."


E mais uma vez eu escrevo. Talvez seja um pouco egoísta escrever sobre o que sinto, mais assim, minhas emoções parecem mais claras. Pode ser as pontuações que impõem continuação ou fim. Mas é um modo de eternizar meu sentir. Pois falar e sentir já não me basta.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...