terça-feira, 15 de janeiro de 2013

e você não vai poder me salvar...

algo como tênue vai acontecer. Eu sei. É o que a gente espera. É o que se deseja. Poderia simplismente dizer algo de bonito e colorido, mas a vida não é sempre assim. Mas se fosse? Você seria feliz? Se sentiria completo? Me pergunto todo dia. E confesso que tenho tentado escrever sobre qualquer coisa que se passa em minha mente, mas os pensamentos são confusos e embaralhados.Tudo acontecendo muito rápido e novo. Não acha confuso? Acho que a única certeza que tenho é que agora eu ainda estou viva, mas daqui a alguns segundos talvez não. Triste? Não, é o real. E eu não quero morrer.E se os que amam esquecerem de mim? Se perderem a memória? Se não se importarem? E se um dia alguém especial disser : -  Agora você é apenas alguém que eu conhecia. Você vai chorar ou vai recomeçar? Aqueles segundos com certeza irão doer, mas ficaram no passado. Quero apenas aproveitar o tempo que tenho. Correr por entre um jardim e sentir meus cabelos livres e bagunçados. Cantar até ficar rouca. Dançar até os pés criarem calos. Fazer bolinhas de sabão com minhas estrelas.  Beijar o meu amor com a alma e o corpo. Fugir do que for convencional. Tomar aquele banho de chuva e depois ficar encolhida nos braços dele. E sabe amor, também penso nos dias escuros. Em que você vai segurar minha mão quando estiver com medo. Eu sei que não parece mas eu tenho. Sou frágil. Preciso de demostração de afeto. Dessas coisas que achão bobas, mas não é. E se amanhã eu não acordar meu amor, pelo menos eu vou ter olhado em seus olhos e sorrido. E você vai segurar a minha mão e eu não vou ter medo, mesmo não podendo me salvar, e eu sei como queria, ainda sim irei ter sonhos bonitos. Mesmo que amanhã não possa mas toca-lo. E se ainda sim o sol continuar a entrar pela janela. Não chore. O que fica são os momentos bons que verdadeiramente se viveu.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...