domingo, 22 de abril de 2012

Intrínseca

[foto google]




Não sei para onde foram as palavras, ou melhor, as que expliquem o que tenho sentido. Sou tantas e sou uma. Sei que a que as pessoas falam, não é exatamente eu. E que eu... eu não sei explicar. Já não são tão pesadas as lágrimas. Mas as vezes doem muito, mas não como antes. Mudou sabe.Talvez porque tenha aprendido que não adianta me esconder ou mesmo fugir do problema. Dor nos fazem crescer. E que é necessário enfrenta-lo. Tirar o sapato apertado e pisar na grama vendo as estrelas do céu e molhar os lábios com lágrimas que se transformam em doces sorrisos depois. É preciso viver. É preciso estar com os amigos e deixar pessoas entrarem. Não posso mais ficar esperando... esperando... E esperando o amanhã chegar. Tenho que viver o hoje. Já não consigo ser incompleta. Cheia de espaços vazios. Me recuso a deixar de amar e amar. Meu coração transborda sentimentos.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...