domingo, 8 de maio de 2011

 [E lá vai deus sem sequer saber de nós
saibamos pois
estamos sós.
Marcelo Camelo]



Um amor entre seus braços,sonhos...ele vai. Vai agora pela rua fria com um cigarro entre os dedos e um sorriso no canto dos lábios[se amam...continuam se amando]. Os mesmos lábios que acariciaram meu corpo. Seu toque. Seu sabor. Meu corpo estava imóvel. Meus olhos acompanhavam cada movimento. Cada um. mesmo sabendo que isso me matava aos poucos. Virou a esquina. Um olhar triste e um tchau tímido.Um sorriso. Já havia perdido de vista quando uma lágrima caiu. amanhã tudo será igual, mas não estarei mais lá para te ver partir... vou com você.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...