segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Ah!!!Meu amor

"Então me vens e me chega e me invades e me tomas e me pedes e me perdes e te derramas sobre mim com teus olhos sempre fugitivos e abres a boca para libertar novas histórias e outra vez me completo assim, sem urgências, e me concentro inteiro nas coisas que me contas, e assim calado, e assim submisso, te mastigo dentro de mim enquanto me apunhalas com lenta delicadeza deixando claro em cada promessa que jamais será cumprida, que nada devo esperar além dessa máscara colorida, que me queres assim porque assim que és..."

Meu amor,
Quando você chega assim com esse olhar convidativo.Ah! Você não sabe como me sinto. Você não sabe como te amo. Você hoje chegou diferente, não entendi mas você ficou parado na porta  e nos olhamos como se não tivesse nada nem ninguém ao nosso redor. E com uma voz suave disse-" senti falta do seu sorriso. Você sumiu, precisei tanto de você..." - É tão difícil te explicar, meu amor. Estava caminhando procurando uma cura para minhas mágoas. Não encontrei, mas vi e senti bem mais. Te deixei livre como queria, sem cobranças, sem perguntas sobre o passado, nem ao menos questionar as mentiras. Descobri que posso mais do que pensei, que a vida é além do que eu conseguia ver. Tem tanto a ser descoberto. Vi a maldade que antes passava despercebido no meu mundo encantado. Não. Não sou como antes, mas não perdi a garotinha sonhadora que você conheceu. Só precisei caminhar com meus pés, guardei minhas asas no nosso baú empoeirado e aquela sandália de cristal. Ela ofuscava meus olhos mostrando brilho onde só havia sombra.
As vezes dói e doeu tanto e você também não estava aqui. Precisei bem mais do que beijos ardentes, que saciar nossos desejos, que deslizar em suas curvas que tanto me fazem arrepiar.Também precisei de você. Mas você largou minha mão para tampar os olhos com medo do brilho que a felicidade nos dava, sei que estávamos cansados com o peso de todos os deveres cotidiano, mas nossos olhares viam o mesmo mundo.
Além de todas as dores, maldades  e verdades não ditas, existe um nós. Ainda somos um. Existe bem mais que todos possam ver ou compreender. Eu estou em você e você em mim.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...