terça-feira, 26 de outubro de 2010

" Não é tão difícil ceder aos seus doces caprichos
Mesmo quando sei que acabo mal
Com o olhar seguro
Postura de quase imaturo
Pra me convencer que eu é que não sou normal. "
 
[ Megh Stock-lisos abraços]


S2,
Ontem foi legal e quase me esqueci disso, não pense que fiz pouco caso de nossos momentos juntos, não é isso. Acho que é culpa do caipifruta de morango e aquele absinto que me fizeram sentir as palavras dançando selvagemente em meu estômago e me deixaram inoperante. Antes tivesse pedido meu martini com cereja. Mas também tudo fica relevante quando sinto o gosto doce da sua boca ou será o calor do seu corpo? Acho que os dois(rs).Sons de risos espalhados pela calçada, luzes brilhantes, sombras de amores e pseudo-amores,também vi pessoas procurando abster-se do mundo. Me sentia bêbada, apesar de ainda sóbria. Você me contava seus planos e sonhos eu me entrelaçava em seus braços para viajarmos juntos. Caminhamos pelas ruas desviando de pessoas e olhares. Tudo com tanta cor.Que os fantasma ficaram com vergonha de assombrar.Acho que eles não vão mais voltar. Talvez seja eu que cresci ou mudei. Não sei exatamente, mas me importa a felicidade de sentir o seu cheiro no meu travesseiro.Nem sei se você vai entender, também são só um monte de palavras dissimuladas. Não. É só um pouco de tudo que passa aqui dentro.

bjs, :p !

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Alguém...




Sinto cansaço das vozes que dizem que estou bem...
Não consigo respirar
Tentei mas uma vez esquecer 
E quem sabe mais um dia flutuar

Já vi que lá fora o sol esta brilhando
Aqui dentro só vejo nuvens
Mas até que é bom
Assim desaba toda a tempestade oculta

É muita poeira
Não é fácil ser um alguém
Um alguém que me caiba
Que me caiba

Chora
Levanta
Tenta, quem sabe, acertar
Quem sabe vale a pena...

sábado, 16 de outubro de 2010

Sofá Emprestado...



Pra sair desse tormento
E te esperar
Mantendo o meu corpo calmo
Pra deixar o tempo correr
E tentar dizer
O que eu realmente acho
Não posso te atropelar
Nem te pedir
Pra ficar aí sozinho
Não sei nem como te falar
Que na verdade
Quero ter você comigo
Pra te dar colo e te ver deitado
Na minha cama
E não naquele sofá emprestado
Daria um pedaço do meu medo
Pra saber se você tem coragem
A distância entrelaça os nossos dedos
Pra encurtar a viagem
Como poderia saber
Se não fosse correr
Atrás de encontrar
Os seus perdidos
Já sei que alguém aí
Já te controla
Na tempestade me contento com seus pingos
Você respirou aqui no meu pescoço
Da janela todos os prédios ali nos ouvindo
Se eu me escondo aqui nesse lugar tranquilo
Não se esqueça que pro caos eu to partindo
Pra te dar colo e te ver deitado
Na minha cama
E não naquele sofá emprestado
Daria um pedaço do meu medo
Pra saber se você tem coragem
A distância entrelaça os nossos dedos
Pra encurtar a viagem
(Megh Stock)

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

  





" O amor é um descanso
Quando a gente quer ir lá
Não há perigo no mundo
Que te impeça de chegar.

Caminhando sem receio
Vou brincar no seu jardim
De virada desço o queixo
E rio amarelo."
                      (Roberta sá - Mais alguém)


Hoje não quero falar, não vou chorar, nem se quer pensar que estou vivendo um sonho... Se estiver não quero acordar, prefiro viver nesse eterno coma. Hoje só consigo sorrir e o que mais me surpreendeu é que descobri que nosso céu é cinza, mas nossas estrelas são tantas e brilham tão fortes que tudo fica colorido. Mas o que mais me deixa feliz é que ele é nosso.

domingo, 10 de outubro de 2010

 
Ela nasceu nos braços do vento e tudo era tão puro...
Não conhecia o amor,nem a dor até ele chegar...



Já não era tão fácil como nos tempos de criança em que simplismente tudo era uma grande brincadeira. Em que tudo acreditava...Ele chegou silenciosamente e ele realmente queria ficar. Acho que ela tinha medo e tudo que realmente queria era voar.
Ela gostava de escrever e dançar. Ele fotografar e filmar. Não eles não tinham muitas coisas em comun talvez por isso se completavam. Ele queria sempre mais dela e ela não conseguia entender, já havia se entregado de corpo e alma. Tinham formado uma família e ele se sentia feliz , mas também um vazio por não conseguir conquistar seus sonhos  e agora ele a culpava e essa culpa a fazia sofrer.  
Toda noite  ela esperava ele dormir e debruçava na janela que ficava em cima da cama, ele nunca viu, ela cantava e chorava. Tantas vezes tentou deixá-lo para ele ser feliz, mas sempre acabavam entre os lençóis e sorrisos, porque se amavam. 
Eles escolheram um amor em liberdade e realmente puderam ver que os fios de luzes ainda brilavam. Aquele amor ainda era inocente, mesmo com tantas mágoas. Não se arrependeram dos erros porque com eles aprenderam o caminho certo. Ele e Ela estão caminhando livre pelas ruas, mas juntos. Desculpem não contar o final, mas é que eles estão construindo....




S2

terça-feira, 5 de outubro de 2010


 
Anjo, que bom que chegou
Não finja que esta feliz
Seu rosto esta molhado e
Não esta chovendo.
Não quero saber o que aconteceu
Já basta saber que seu dia foi difícil
Então...
Grite, corra, pule, pinte minha parede
não sei, qualquer coisa que preencha esse vazio.

Não finja que não vê
Meu rosto esta molhado
Te ver assim me faz sofrer
E bebi a última gota de vinho 
Não se preocupe não me afoguei
Foi toda aquela verdade que sangrou


Agora vou roubar um pedacinho do tempo
Vou tirar fotos para transformar em filme nosso momento
Não, não quero esses romances modernos
Quero eternizar cada segundo
Em que faço você se sentir bem


Então, esqueça esse cigarro
Todos os seus sonhos estão a caminho
As lágrimas já secaram e
Essa noite só nos resta sorrir
Porque você tem uma razão de ter esperança

Meu amor você tem razões...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

" Parece perto, mas longe de chegar, parece longe e perto de algum lugar, , você bebeu meu olhar..."

( Andréia Martins)




foto google


Sabe... Você me faz sentir como criança
Me faz ser mulher
Quando me olha daquele jeito, as vezes, sem jeito
Sinto um arrepio bobo
Nasce na ponta dos pés
Percorre as curvas do meu corpo
Não importa o caminho
Me faz sorrir
Me faz suspirar
Gosto quando chove
Você ri de mim dançando encharcada 
Me envolve em  seus braços
Depois corremos para nos aquecer
Não...Não temos pressa
Agora com os corpos já embriagados
Descanso em seu peito
Lembro de quando me esperava adormecer
Me cobria
Beijava
Me sentia como agora
Tonta, segura, feliz
Porque você coloria minha alma


Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...