segunda-feira, 12 de julho de 2010


Nem o mais sábio iria entender

Quando sem pressa o sorriso chegou

Cheiro de mato, a luz e o breu

E o seu silêncio por tudo falou

Não esconde o orgulho que é para ninguém ver

Que o pecado tem razão de ser

Inevitáveis a rosa e o mel

Sons do seu corpo em acordes do amor

Natiruts - A Hipnose Do Amor

 

 

 P.S: Lá fora a chuva cai, mas não sinto o frio que o vento carrega, acho que é a felicidade que se fez hóspode no meu coração. Ta tudo tão quentinho e aconchegante, só uma música ao fundo para dar ritmo as risadas e olhares. Nada programado. Só improviso, mas ainda não vou poder escrever o final, pois o dia não acabou e minha noite só começou e amanhã só ao futuro pertence.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...