quarta-feira, 5 de maio de 2010


Fecho a porta, mas não como antes. Eu não falei nada. Apenas te vi entrar,  não quero saber o motivo, só me deixe sentir sua dor. Com as mãos entrelaçadas vamos seguir a trilha da esperança, talvez basta apenas respirar.
O hoje nunca aconteceu, não quero chorar as memórias. Não adianta continuo afogada neste amor, então não apague o brilho das nossas estrelas. Sei que você quer ser alguém e se esvaziar mas  precisa saber que você é tudo que eu quero que seja , mesmo sabendo que não entende meu jeito de te amar.
Pode achar que as palavras são poucas, mas as vezes elas ficam entre os lábios e nunca são usadas, assim como os segredos escondidos no seu olhar.Você tem o poder de me enfraquecer por dentro e  me tirar o fôlego. Ai! Me sinto tão bem quando toca minha boca e a morde docemente que me encolho em seus braços aconchegantes. Então fazemos o nosso ritmo e como crianças não nos preocupamos com o tempo, pois a eternidade já não é o bastante.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...