quinta-feira, 22 de abril de 2010

Estou aqui

Era uma manhã ensolarada, as flores cantavam e os passáros enfeitavam o céu. Layla olhou pela janela, colocou sua calça jeans já desbotada e sua blusa lilás . Desceu as escadas cautelosamente como um gato,  não queria ouvir ninguém, queria apenas respirar...
 Seguiu sem rumo por entre as ruas. Tudo parecia em seu devido lugar, foi então que parou e olhou minuciosamente ao seu redor enquanto esperava o sinal fechar. Observou que já não fazia mais o caminho de sempre, nem os rostos eram os mesmos, mas aquele sorriso que ofuscava a multidão continuava ali...
 De algum jeito seu perfil de " príncipe das trevas " com sua máscara delicada e angelical tornava-o um homem intrigante. Aquele homem alto, moreno, olhos negros que hipnotizavam, braços aconchegantes, barba desalinhada , lembrava um sacerdote da Grécia.
 Layla por sua vez sempre ficava imóvel cada vez que lhe via, parecia  não ter forças para fugir de tamanho encanto. Quase não conseguia falar, suas mãos soavam e sempre fazia os mesmos gestos, passava a mão pelo cabelo colocando atrás da orelha e mordendo os lábios delicadamente, como se isso lhe tira-se a timidez. Várias frases feitas passaram em sua mente, mas ao encontrá-lo do outro lado da rua com a voz trêmula conseguiu apenas pronunciar " oi ". Ela só conseguia falar o que sentia e pensava  para duas pessoas, sua melhor amiga Jéssica e o seu herói da Grécia. Esse mesmo " herói " notou a tristeza que tentava esconder por trás do lápis preto, sentiu-se culpado, então segurou em suas mãos geladas e cantou suavemente em seu ouvido: - Estou aqui !

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...