segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A jovem e o pirata

Um dia a jovem desobedeceu sua mãe
Pegou sua bolsa bordada e o dinheiro que juntou de seus dias de trabalho
Fechou a porta vagarosamente pois deixava para trás um rosto triste
E foi em busca de seus sonhos ou apenas a paz para seu coração

Olhou para o céu e sentiu o vento que passava por seus cabelos
Sentiu a liberdade por um instante entrando em suas veias
Mas esse vento também trazia um pirata
Esse que queria o seu amor


A jovem ficou amarrada por seus encantos
Gritou por sua mãe, mas já era tarde demais
O pirata a segurou pela cintura e a deixou imóvel
Não lhe roubo nada além que seu corpo e seu coração

A jovem gostou de ser seduzida
Se perdeu nos braços do pirata
Nas mãos de um colecionador
Mas já não lhe importava o passado

Apesar de se lembrar que tinha que voltar
Não queria ser coadjuvante de sua história
No final a aventura da jovem virou romance
E já nem mas o chamam de pirata.

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...