quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

My Birthday...

"Existe apenas uma idade para sermos felizes, apenas uma epoca da vida de cada pessoa em que é possível sonhar, fazer planos e ter energia suficiente para os realizar apesar de todas as dificuldades e todos os obstáculos. Uma só idade para nos encantarmos com a vida para vivermos apaixonadamente e aproveitarmos tudo com toda a intensidade, sem medo nem culpa de sentir prazer. Fase dourada em que podemos criar e recriar a vida à nossa propria imagem e semelhança, vestirmo-nos de todas as cores, experimentar todos os sabores e entregarmo-nos a todos os amores sem preconceitos nem pudor. Tempo de entusiasmo e coragem em que toda a disposição de tentar algo de novo e de novo quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na nossa vida chama-se presente e tem a duração do instante que passa.."
Mario Quintana

Estou  muito  feliz...aqui com  meus  amigos.  Nenhuma palavra é o bastante para  traduzir as cores  que  hoje  vejo  e  sinto,  nenhuma.  Hoje  não  tem  lágrimas,  nem  dor,  o amores  ao  lado. A  felicidade  se  espalha  e  o brilho  me  abraça...  bejuxus  intensos  a  todos,  muitas  feliidades  e  obrigado  pelos  carinhos.  Adoro  vocês!!!!  Feliz  ano  novo!!!!    XD

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

"Sou uma mulher madura
Que às vezes anda de balanço
Sou uma criança insegura
Que às vezes usa salto alto
Sou uma mulher que balança
Sou uma criança que atura


"Me permitir ser um pouco insignificante. E na minha insignificância, poder acordar um dia mais tarde sem dar explicação, conversar com estranhos, me divertir fazendo coisas que nunca imaginei, deixar de ser tão misteriosa pra mim mesma, me conectar com as minhas outras possibilidades de existir."
 
 
"Meu mundo se resume a palavras que me perfuram, a canções que me comovem, a paixões que já nem lembro, a perguntas sem respostas, a respostas que não me servem, à constante perseguição do que ainda não sei. Meu mundo se resume ao encontro do que é terra e fogo dentro de mim, onde não me enxergo, mas me sinto."
Martha Medeiros




 

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Fim da tarde...

Caminhava na beira do mar com o olhar desperso. Parecia que não havia ninguém a sua volta. Talvez porque achava que não se encaixava nesse mundo.Talvez porque estava tentando se recompor das dores ou das alegrias erradas, mas por que erradas? Não, ela não tinha mas certeza de nada. Só que precisava respirar...(O celular toca no fundo da bolsa. Aquela música que lhe traz saudades. Aquela que lhe faz sentir...)

Juan: Carol? Você esta bem? Saudades
Carol: Sim...(respira fundo).Não sei ao certo. Estou um pouco perdida...
Juan: Deixa eu te ver? Te abraçar...
Carol:  Ainda não...Não quero que me veja com o olhar triste. Quero que pense no meu sorriso ou nas besteiras que te fazem sorrir e...
Juan: Não...Assim não...Quero dividir todos os momentos com você.Quero te ver frágil,te pegar no colo e te proteger. (Ele olha a foto dela na parede)Quero fazer mais do que olhar pra sua foto, te ver linda sorrindo e fingir que esta tudo bem.
Carol: Esta tudo bem...Tem muita poeira nos meus olhos, mas as lágrimas vão lavar.Preciso me libertar desse medo de viver. Não quero te magoar de novo,quero acertar com você.
Juan: Onde você esta? Deixa eu te mostrar o céu azul, vamos correr pelo mundo e viver a felicidade que eu sempre quis.
 Carol: Você sabe onde estou...você sempre soube...( desliga o celular e senta sobre as pedras, lava os pés, retira as cartas da bolsa. Beija-as e as lágrimas rolam. Joga as cartas sobre a água e deita sobre as nuvens...
Juan: ( Vai para a janela e pega na caixa o cordão da Carol . Lembra do dia que o ganhou e sorri. Lembra porque é importante e vê dentro da caixa gravado em letras douradas: " sobre as nuvens, em frente ao mar,para sempre te beijar no fim das tardes...   C."- Ele desce as escadas correndo fechando o blusão, pega um taxí . Tira o chinelo e atravessa a areia. A encontra deitada, escutando música no celular. Cabelo desgrenhado e vestido branco . A chamou.)
Carol: ( Ela o olhou fixamente,correu e pulou no se colo e ficou ali por alguns minutos)
Juan: E só muita poeira, meu amor. Já passou
Carol: Não passou, mas vai, é um novo começo meu amor...( ficam ali sentados,com o pôr do sol...Ela  olha as cartas já distantes e diz: " um novo começo")

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Minha pequena...

by Patricia Thomaz

Queria não te ver confusa "pequena".
Queria apagar suas tristezas.
Queria parar de te procurar [mas não consigo].
Queria ver aquele sorriso todo dia ao acordar.
Queria dizer que seu amor é meu.
Queria ser o compositor das músicas que te fazem sentir.
Queria afastar Ele de você.
Queria sentir seus lábios tocando os meus novamente.
Queria te fazer sentir.
Queria não querer-te mas " minha pequena " .
Mas não consigo me permitir desistir, vou roubar seu coração, vou te mostrar meu mundo e te fazer acreditar em mim...Em nós...No amor " minha pequena flor ".

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Desafio...

Recebi esse desafio da Na*:http://sempreraiodesol.blogspot.com/ 
Com muito carinho...  XD


É tão difícl falar de mim...


7 coisas que eu tenho que fazer antes de morrer:
-Ajudar as minhas filhas serem felizes
-Segunda lua de mel
-Passar no concurso
-Aprender a dirigir
-Fazer um filme ou livro
-Fazer a edição do meu vídeo de casamento
-Adotar uma criança


7 coisas que eu mais digo:
- "putz"
- "estou com fome"
- "te adoro"
- "te amo"
- "estou cansada"
- "Deus me de forças"
 - " por que? "

7 coisas que eu faço bem:- dançar
- reclamar
- dormi
- ajudar quem posso
- ser amiga
- cuidar de quem amo
-escutar

 7 defeitos meus:
- Desastrada
- Impaciente
- chorona
- falar o que penso ( quase sempre magoa alguém)
- tentar agradar os outros
- preguiçosa
- me importar com a opnião dos outros para q nao se magoem com meus atos, quase sempre, me machucando


7 coisas que eu amo:
- a família que construi
-dançar
-cinema
-tirar fotos
-carinho
-flores
-ouvir música alta

7 qualidades:

-carinhosa
-sonhadora
-responsável
-sincera
-criativa
-esperançosa
-divertida

7 pessoas para fazer esse jogo:

http://cantinhodamissrj.blogspot.com/
http://rafabernardino.blogspot.com/
http://gegoufer.blogspot.com/
http://www.blogger.com/profile/07093218552247043139
http://beautifulbutterflywoman.blogspot.com/
http://doce-meio-amargo.blogspot.com/
 http://nostudinhos.blogspot.com/

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Cores...

by Patricia Thomaz

As mentira não me enganam, ou melhor, não me machucam
Entendo seus motivos...
Eu não queria estar no seu lugar. Nem no meu.
Acham que sou louca.
Que nosso amor é irreal, mas ele existe em nós.
Está nas flores guardadas nos livros, nas cartas, nas fotos,nas ruas, nas cores...
Sabe.Sou mas forte que pensava, mas só consigo porque esta do meu lado.
Mas em alguns momentos fraquejo e as cores me dizem para continuar, as suas cores...
Nossas cores.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

parte II

...Estava cantando.Na verdade esperei o dia todo por você. Que bom que você voltou. Mas onde foi mesmo que parei? Ah! Sim...Realmente Natan era diferente de todos que conhecia.Ele me entendia e gostava das mesmas coisas que eu...Isso me assustou muito...
Todas as tardes ele ia para sua aula de boxe.Um esporte "agressivo", mas ele dizia que era um jeito de aliviar os problemas do dia-a-dia.Nunca deixava eu ir, também eu tinha curso de espanhol e muito trabalho...Não é verdade, eu sempre quis ir. Por que? Eu sempre me perguntei. Então fui escondida, me senti num filme de espião(rs). Me vesti de preto dos pés a cabeça, pois é, bizarro.Peguei um táxi e o segui. Entrei na academia e fiquei assistindo de longe seu treino.
Uma bela jovem entrou na arena e o abraçou. Ele a pegou no colo, enquanto ela acariciava seu rosto.Isso me revoltou. Minha cabeça estava doendo demais para pensar. Foi ai que corri até o encontro deles e gritando perguntei se era por isso que ele não deixava eu ver os treinos, se era para esconder a namoradinha "patricinha".Ele sorriu. Me deixou com mais raiva e sai batendo o pé como uma criança que não ganhou o doce que queria. Me puxou. Nossos rostos se encontraram. Ele roubou meu ar.Empurrei-o com força, mas não consegui afasta-lo os km que gostaria. Foi quando pela primeira vez pude olhar dentro de seus olhos...Fiquei encantada,mas depois me assustei e sai correndo chorando pelas ruas. Me tranquei no quarto e fique lá por dois dias...Não podia  mas vê-lo, não podia.
Minha mãe ficou preocupada, já que não comia e nem saia do quarto. Ela nunca me viu assim.Sentia uma dor horrível,não sei bem onde,mas sentia. Meus olhos estavam inchados, cabelo despenteado, unhas sem fazer e um quarto cheio de papéis com as tentativas de pedir desculpas.É o que eu devia fazer e não tive coragem. Sabe quando olhei em seu olhos, vi que ele era lindo, mas cego de um olho e por isso não me deixava ir aos treinos porque lá ele não podia usar os óculos. Aquela jovem, era a irmã dele. Quanta vergonha.
Na manhã seguinte ele veio a minha casa e conversou com mamãe que o deixou subir. Bateu em minha porta e antes que eu falasse qualquer coisa me pediu desculpas por ser tão burro e não ter me contado. Não entendi, eu que deveria pedir desculpas. Escorreguei pela porta e fiquei ouvindo sua história. Tão triste. Então o silêncio invadiu o espaço. Abri a porta e ele não estava mais lá. Havia uma rosa vermelha com um laço lilás escrito - "eu te amo". Sai e o vi virando o corredor. Antes que descesse as escadas o abracei. Ele me olhou tão envergonhado. Acariciei seu rosto e o beijei. Nossa! Não acredito ainda que fiz isto. Mas fiz e gostei. Tudo era tão leve. Ainda com o rosto colado, sussurrei em seu ouvido - " Isso é o amor? ". Ele respondeu- " É só o começo".
Se você me perguntar se agora entendo o amor, vou responder que não.Mas se me perguntar se o amo, vou responder sim.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Quem entende ?

Parte I


Ali estava ele. Sentado,chorando silenciosamente. Uma dor que não compreendia.Um olhar perdido, como se nada mais tivesse importância. Tudo era tão bonito , ainda lembro dos pássaros cantando ao fundo. As pessoas estavão tão felizes...Perguntei a mamãe o que ele tinha e ela me respondeu - é o amor querida. Prometi a mamãe que não iria amar, porque queria ser como os outros.Mas ela me disse que eles estavam amando também. Olhei a minha volta  e ... não sei, não entendi.
Desculpe minha indelicadeza, meu nome é Júlia e não sou nada normal. Sou conhecida pelos amigos como a "menina lilás". Não sei se é por causa do meu diário ou pela fita de cetim que uso no cabelo.Você deve estar rindo neste momento e imaginando -" que louca ", mas sou feliz do meu jeito e por enquanto, você é que é um estranho para mim.
Nasci numa cidade bem popular por suas belezas naturais, a cidade maravilhosa. Ousaria dizer, na minha opinião, a cidade da alegria. É assim que me sinto, feliz. Andando por entre as ruas com minha bicicleta roxa, os cabelos soltos e balançando ao vento, escutando minha seleção de música da semana.Não é tudo perfeito o tempo todo, mas aos poucos tudo fica no lugar. Só não me permito sofrer. Você deve se perguntar- " como? ".Não fico chorando enquanto os outros aproveitam a vida.
Vou confidenciar a ti uma coisa que não é fácil. Não entendo o amor. E muitas pessoas tentaram me explicar, mas foi em vão. Até ele chegar. Natan o menino dos óculos escuro.Tinha os cabelos negros e usava um jeans da moda. Nunca consegui ver a cor de seu olhos e isso me deixava curiosa.Não era popular, mas gostava das tontices que eu falava.Isso não parece muito legal, mas eu me divertia muito.Ele era diferente, as horas passavam rápido e eram felizes...
Nossa nem percebi a hora, já escureceu e nem consegui fazer meus deveres diários...Amanhã vou estar por aqui, espero que passe pra dizer um- " oi ".Assim conto o que aconteceu...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010



Fecho os olhos
Te sinto chegando...
Com um beijo apaixonado
Abraço-te como se fosse a última vez
Sinto sua respiração ofegante
Fico tonta
Encontra a menina desperta
Explora-me sem pudor
Acarecia-me
Sinto o calor do seu corpo sobre o meu
Naquele momento me perco
Naquele momento te sinto meu
Naquele momento ... Não penso em mais nada
Embriago-me de prazer








 

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Confissões ao vento...


Estendo-lhe os braços quando desperto entre sorrisos. Logo percebo que é em vão, ela não me ama. Espero-a na varanda, como de costume, só para ver o brilho dos seus olhos, mas hoje é o dia que seu amado me rouba a felicidade. Sei que não posso ficar ocioso, mas ao mesmo tempo não consigo fazer nada.
O verão está maravilhoso, só chove. Ir a praia já saiu dos meus planos. Busco a fuga em filmes de ação, mas a única imagem que permanece é a dela. Sem dúvida, isso vai passar. Mas enquanto esse vazio não passa, resolvo correr na chuva que lava as ruas e disfarça minhas lágrimas.
Tem alguns dias que não a vejo e isso me inquieta. Será errado? Será que devo tocar a campainhia? O sol já esta se pondo atrás das montanhas e isso não me encanta como antes, não depois de passar as tardes conversando com ela no jardim, no meio das rosas. Tudo isso é tão... Lá esta ela com seu vestido roxo rodado, mas com o olhar triste. Permito-me chama-la. Como me fez bem ver que naquele momento o sorriso era para mim, fiquei em êxtase.
Desci correndo a escada, me faltou o ar. Queria abraça-la e sentir seu doce perfume.Roubei uma rosa vermelha do jardim e coloquei em seu cabelo.Ficou vermelha e tão meiga.Parecia ansiosa, olhar perdido, como se  esperasse alguém e eu poderia imaginar quem...Foi então que o viu chegando e seus olhos brilharam . Fiquei sem ação. Ela se levantou. Beijou-me o rosto e saiu correndo ao encontro dele.A rosa caiu do seu cabelo e parecia perder a cor, como eu. Como queria ser ele, como queria Deus tê-la em meus braços ao menos uma vez.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Carinho recebido...

                                                                     google



Renove com ação
(16/11/2010)

Esta chovendo
Vou lavar o corpo
Sentir o sabor
Da chuva
Deixando correr
Corpo abaixo
O que passou
Nada vai voltar
Nunca
Já se foi, deixo
Para lá
Aquilo que falou
Tudo acabou
Mas amanhã terá
O sol a brilhar
Trazendo novidade
E renovando
A minha feliz idade



De: Ulisses Reis®      http://ulissespoemas.blogspot.com/                             
Para : Patrícia S2


Um carinho maravilhoso do Ulisses. Suas palavras me fazem bem, ele possui o dom das palavras.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

... S2 ...

google



Quando o sol nascer vou abrir as cortinas e deixar seu calor me envolver. Tomar um banho quentinho, beber café, andar de bicicleta e regar o meu jardim ouvindo as músicas que gosto. Não prometo não chorar, mas hoje joguei o lixo fora e com ele uma parte de minhas tristezas - estavam amontoadas forçando-me a fazer o mesmo caminho sempre. Amanhã quero acordar sorrindo e te contar uma história. Te mostra meu  mundo e lhe presentear com um pincel  para que me ajude a colorir. Nos dias que não estiver aqui talvez uma parte fique em preto e branco, pois não é fácil. Vou lembrar então quando disse: " não precisa mais chorar, pois você é especial." Assim vou sorrir, mesmo que algumas lágrimas fujam , o importante é que o sorriso permanecerá.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Só por hoje...

google


Estou me esforçando para que fique tudo bem, mas as vezes se esforçar não é suficiente. As coisas não são como sonhamos, mas podemos construir sempre um futuro melhor. Tento ver o seu lado, mas não é fácil, mas é preciso. Eu fico bem até ficar sozinha. Principalmente quando não esta aqui durante a noite e ela faz de mim companheira e o vento se faz melodia para que minhas palavras soltas façam sentido e se torne canto. Na esperança que a lua me escute e ilumine meu coração para que você veja o brilho e não se perca. Perdoe-me essas lágrimas, mas suas palavras nem sempre são doces e isso dói muito. Tenho aproveitado cada dia como o último, mas alguns não são perfeitos, você não sabe como isso é difícil. Você podia ver o meu esforço, nem que seja uma única vez. Desculpe se não são as palavras certas para explicar o que sinto as vezes, mais me perco em devaneios e então tudo transborda.

Amanhã é um recomeço e meu coração vai sorrir para você.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Construção da vida.



Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO, mesmo sabendo que as rosas não falam...
Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro que nos espera pode não ser tão alegre...
Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa...
Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo,
eles acabam indo embora de nossas vidas...
Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver,
reconhecer e retribuir, esta ajuda...
Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia...
Que eu não perca a VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo pode não sentir
o mesmo sentimento por mim...
Que eu não perca a LUZ E O BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo
escurecerão meus olhos...
Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda são dois adversários extremamente perigosos...
Que eu não perca o SENTIMENTO DE JUSTIÇA, mesmo sabendo que o prejudicado possa ser eu...
Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos...
Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VER, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão
dos meus olhos e escorrerão por minha alma...
Que eu não perca o AMOR POR MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços
incríveis para manter a sua harmonia...
Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe em meu coração, mesmo sabendo
que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado...
Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo sabendo que o mundo é pequeno...
E acima de tudo... Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente!
Que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois...
A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO ÁGAPE! 


Padre Marcelo Rossi - ágape 

segunda-feira, 1 de novembro de 2010



"A gente se deu tão bem  que o tempo sentiu inveja ele ficou zangado e decidiu
Que era melhor ser mais veloz
  e passar rápido pra mim..."(Móveis C. do Acaju)

Eu não lembro de quando tentei lhe esquecer
Mas sei que não fui eficaz.
Tentei ser perfeita para lhe agradar
Mas não valeu a pena.
Escute toda essa melodia que embala meu corpo
Você me faz sentir viva.
Em seus braços eu sou real
Eu perco o fôlego
Fico confusa
Mas esta tudo tão claro...
Eu acredito no seu amor



terça-feira, 26 de outubro de 2010

" Não é tão difícil ceder aos seus doces caprichos
Mesmo quando sei que acabo mal
Com o olhar seguro
Postura de quase imaturo
Pra me convencer que eu é que não sou normal. "
 
[ Megh Stock-lisos abraços]


S2,
Ontem foi legal e quase me esqueci disso, não pense que fiz pouco caso de nossos momentos juntos, não é isso. Acho que é culpa do caipifruta de morango e aquele absinto que me fizeram sentir as palavras dançando selvagemente em meu estômago e me deixaram inoperante. Antes tivesse pedido meu martini com cereja. Mas também tudo fica relevante quando sinto o gosto doce da sua boca ou será o calor do seu corpo? Acho que os dois(rs).Sons de risos espalhados pela calçada, luzes brilhantes, sombras de amores e pseudo-amores,também vi pessoas procurando abster-se do mundo. Me sentia bêbada, apesar de ainda sóbria. Você me contava seus planos e sonhos eu me entrelaçava em seus braços para viajarmos juntos. Caminhamos pelas ruas desviando de pessoas e olhares. Tudo com tanta cor.Que os fantasma ficaram com vergonha de assombrar.Acho que eles não vão mais voltar. Talvez seja eu que cresci ou mudei. Não sei exatamente, mas me importa a felicidade de sentir o seu cheiro no meu travesseiro.Nem sei se você vai entender, também são só um monte de palavras dissimuladas. Não. É só um pouco de tudo que passa aqui dentro.

bjs, :p !

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Alguém...




Sinto cansaço das vozes que dizem que estou bem...
Não consigo respirar
Tentei mas uma vez esquecer 
E quem sabe mais um dia flutuar

Já vi que lá fora o sol esta brilhando
Aqui dentro só vejo nuvens
Mas até que é bom
Assim desaba toda a tempestade oculta

É muita poeira
Não é fácil ser um alguém
Um alguém que me caiba
Que me caiba

Chora
Levanta
Tenta, quem sabe, acertar
Quem sabe vale a pena...

sábado, 16 de outubro de 2010

Sofá Emprestado...



Pra sair desse tormento
E te esperar
Mantendo o meu corpo calmo
Pra deixar o tempo correr
E tentar dizer
O que eu realmente acho
Não posso te atropelar
Nem te pedir
Pra ficar aí sozinho
Não sei nem como te falar
Que na verdade
Quero ter você comigo
Pra te dar colo e te ver deitado
Na minha cama
E não naquele sofá emprestado
Daria um pedaço do meu medo
Pra saber se você tem coragem
A distância entrelaça os nossos dedos
Pra encurtar a viagem
Como poderia saber
Se não fosse correr
Atrás de encontrar
Os seus perdidos
Já sei que alguém aí
Já te controla
Na tempestade me contento com seus pingos
Você respirou aqui no meu pescoço
Da janela todos os prédios ali nos ouvindo
Se eu me escondo aqui nesse lugar tranquilo
Não se esqueça que pro caos eu to partindo
Pra te dar colo e te ver deitado
Na minha cama
E não naquele sofá emprestado
Daria um pedaço do meu medo
Pra saber se você tem coragem
A distância entrelaça os nossos dedos
Pra encurtar a viagem
(Megh Stock)

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

  





" O amor é um descanso
Quando a gente quer ir lá
Não há perigo no mundo
Que te impeça de chegar.

Caminhando sem receio
Vou brincar no seu jardim
De virada desço o queixo
E rio amarelo."
                      (Roberta sá - Mais alguém)


Hoje não quero falar, não vou chorar, nem se quer pensar que estou vivendo um sonho... Se estiver não quero acordar, prefiro viver nesse eterno coma. Hoje só consigo sorrir e o que mais me surpreendeu é que descobri que nosso céu é cinza, mas nossas estrelas são tantas e brilham tão fortes que tudo fica colorido. Mas o que mais me deixa feliz é que ele é nosso.

domingo, 10 de outubro de 2010

 
Ela nasceu nos braços do vento e tudo era tão puro...
Não conhecia o amor,nem a dor até ele chegar...



Já não era tão fácil como nos tempos de criança em que simplismente tudo era uma grande brincadeira. Em que tudo acreditava...Ele chegou silenciosamente e ele realmente queria ficar. Acho que ela tinha medo e tudo que realmente queria era voar.
Ela gostava de escrever e dançar. Ele fotografar e filmar. Não eles não tinham muitas coisas em comun talvez por isso se completavam. Ele queria sempre mais dela e ela não conseguia entender, já havia se entregado de corpo e alma. Tinham formado uma família e ele se sentia feliz , mas também um vazio por não conseguir conquistar seus sonhos  e agora ele a culpava e essa culpa a fazia sofrer.  
Toda noite  ela esperava ele dormir e debruçava na janela que ficava em cima da cama, ele nunca viu, ela cantava e chorava. Tantas vezes tentou deixá-lo para ele ser feliz, mas sempre acabavam entre os lençóis e sorrisos, porque se amavam. 
Eles escolheram um amor em liberdade e realmente puderam ver que os fios de luzes ainda brilavam. Aquele amor ainda era inocente, mesmo com tantas mágoas. Não se arrependeram dos erros porque com eles aprenderam o caminho certo. Ele e Ela estão caminhando livre pelas ruas, mas juntos. Desculpem não contar o final, mas é que eles estão construindo....




S2

terça-feira, 5 de outubro de 2010


 
Anjo, que bom que chegou
Não finja que esta feliz
Seu rosto esta molhado e
Não esta chovendo.
Não quero saber o que aconteceu
Já basta saber que seu dia foi difícil
Então...
Grite, corra, pule, pinte minha parede
não sei, qualquer coisa que preencha esse vazio.

Não finja que não vê
Meu rosto esta molhado
Te ver assim me faz sofrer
E bebi a última gota de vinho 
Não se preocupe não me afoguei
Foi toda aquela verdade que sangrou


Agora vou roubar um pedacinho do tempo
Vou tirar fotos para transformar em filme nosso momento
Não, não quero esses romances modernos
Quero eternizar cada segundo
Em que faço você se sentir bem


Então, esqueça esse cigarro
Todos os seus sonhos estão a caminho
As lágrimas já secaram e
Essa noite só nos resta sorrir
Porque você tem uma razão de ter esperança

Meu amor você tem razões...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

" Parece perto, mas longe de chegar, parece longe e perto de algum lugar, , você bebeu meu olhar..."

( Andréia Martins)




foto google


Sabe... Você me faz sentir como criança
Me faz ser mulher
Quando me olha daquele jeito, as vezes, sem jeito
Sinto um arrepio bobo
Nasce na ponta dos pés
Percorre as curvas do meu corpo
Não importa o caminho
Me faz sorrir
Me faz suspirar
Gosto quando chove
Você ri de mim dançando encharcada 
Me envolve em  seus braços
Depois corremos para nos aquecer
Não...Não temos pressa
Agora com os corpos já embriagados
Descanso em seu peito
Lembro de quando me esperava adormecer
Me cobria
Beijava
Me sentia como agora
Tonta, segura, feliz
Porque você coloria minha alma


terça-feira, 28 de setembro de 2010


Amor,
hoje acordei com meu corpo molhado de suor e lágrimas. Senti uma dor tão forte. Gritei, mas só me acalmei quando pude deitar no seu colo. Não me lembro bem  exatamente como começou, mas me lembro de caminharmos de mãos dadas na praia e deixando pegadas na areia. Era tanta paz. Era muita luz. Eu sei que a claridade lhe incomoda, mas você sorria e cantava e eu dançava com aquele vestido branco que adora e uma coroa de flores.Ficavamos brincando e depois sentados nos beijando. Tudo era mágico. Então peguei uma das flores que enfeitava meu cabelo, era um cravo vermelho. Bejei-o . Coloquei em suas mãos e juntos seguramos. De repente o cravo quebrou como um espelho, seus cacos me cortaram e tudo que sentia era dor, mas não dos cortes e sim no coração.Meu sangue se misturou a areia e tonta só sentia vontade de fugir dali.Corri, mas não conseguia ver nada até que cai . Você correu ao meu encontro e me pegou no colo, meu sangue sujou sua camisa cinza. Me abraçou com tanta força. Senti suas lágrimas molharem o meu rosto, mas não conseguia acordar.Só sentia dor e cada vez sangrava mais. Entrou comigo no mar e enquanto me olhava ia mas para o fundo até parar e lentamente me soltar. E você ficou ali chorando, me vendo partir.
Não me lembro de todos os detalhes, mas sei que essa angustia não sai do meu peito e tudo que faço parece não fazer efeito. Foi um sonho, talvez um pesadelo, mas permace aqui meu amor.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010



Vem...
Hoje não quero falar de amor
Hoje você tem a chance que pedia
Então desligue o celular
Corra e
quando chegar grite meu nome.

Vem...
Hoje quero aproveitar cada segundo
Hoje minha alma esta leve
Então tire meus pés do chão
Sorria
Pois hoje meu sorriso é seu

Vem...
Hoje coloquei meu vestido rodado
Hoje quero andar descalça
Então me pegue no colo
beije-me e
Faça esse segundo ser eterno...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Não tem explicação...



Flávio era um cara simpático, não era popular e também não era bastante paquerado, mas seu olhar e sorriso encantaram Sofia. Ela era uma moça simpática, popular e bastante paquerada, mas isso já havia lhe trazido muita dor. Eles faziam o mesmo curso, mas quase não se falavam.
Aos poucos fizeram amizade. A turma era alegre e divertida. A afinada só aumentavam entre os dois, mas flávio era timído e sabia que ela tinha um " namorado engomadinho". Isso, porém, não impediu a aproximação, sempre iam para o ponto juntos, mas em direção opostas.Já era natal e o curso ia entrar de recesso por 2 semanas, no final da aula Flávio entregou um envelope e pediu para que sofia só abrisse quando estivesse sozinha.Ela abriu. Era uma declaração de amor, ela ficou sem ação e só contava os dias para começar as aulas...
Os dias passaram rápidos; No primeiro dia só ficou o silêncio entre os dois. No final da aula Sofia chamou Flávio e foram em direção a cantina. Ele não falou nada, nem a olhou, apenas seguiu, a mão soava frio. Começaram a conversar, mas várias vezes ficava um silêncio e dúvidas.Ele queria uma resposta, ela um tempo...
Então ele segurou as mãos delicadas de sofia, a olhou carinhosamente, sorriu e disse- Vamos. Sofia não entendia o que estava acontecendo, mas sentia uma felicidade inexplicável. Sorrindo o chamou e beijou-lhe. Ali ficaram por um tempo até um funcionário chegar e avisar que já haviam fechado. Sairam pelas ruas de mão dadas, sem rumo, sem planos, só sendo felizes...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

... Sombras ...



Ela chegou na casa de praia
Sabia que não havia ninguém para dizer o que é certo
Trancou as portas
Se perdeu com a imensidão do azul
Por segundos sentiu paz
Até ver a rede na varanda
Fechou as janelas
Não queria mais ouvir o vento
Ele podia assobiar, cantar, gritar...
Ela só queria ouvir seu coração
Estava fraco
E tudo parecia querer lhe fazer desistir
Desabou no chão da sala
Lá transbordou todas suas angustias
Incertezas, mágoas e felicidades também
Ela tinha um amor
Uma amor verdadeiro, mas nada convencional
Todos os julgavam
Ela estava com tanto medo
Correu para o quarto
se escondeu debaixo do edredom
Não era medo do monstro verde do armário ou debaixo da cama
Nem mesmo aquele fantasma assustador do corredor nos dias de tempestade
Eram as sombras da realidade...

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

...Mulheres...




Para mulheres exemplares

Tenha sempre presente que a pele se enruga,
o cabelo embranquece,
os dias se convertem em anos...
mas o que é importante
não muda.
A tua convicção e força interior
não têm idade.
Atrás de cada linha de chegada,
há uma de partida.
Atrás de cada conquista,
há um novo desafio.
Enquanto estiveres vivo,
sinta-te vivo.
Se sentes saudades do que fazias,
volta a fazê-lo.
Não vivas de fotografias amareladas.
Continua
quando todos esperam que desistas.
Não deixes que enferruje
o que existe em ti.
Quando não conseguires correr atrás dos anos,
marche.
Quando não conseguires marchar,
caminhe.
Quando não conseguires caminhar,
use uma bengala.
Mas não te detenhas...
Jamais!


Madre Teresa de Cálcuta

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Estou só...

querendo viver
   amando demais
                sonhando
        sofrendo também
desvendando prazeres
    sendo feliz...
 e só.

sábado, 4 de setembro de 2010

Motivo

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
_ não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
_mais nada. 


Cecília Meireles

segunda-feira, 30 de agosto de 2010


Tão bom
Muita luz
Felicidade tão minha
Sua
Ficaria o tempo necessário...

Seu sorriso
Meu olhar
Ah! Solidão
Adeus
Você e eu pra sempre...

Desmancho o silêncio
Embalo uma canção
Envolvo-me nos braços
Descanço
Deixo a felicidade vim...

sexta-feira, 27 de agosto de 2010





" Talvez um voltasse, talvez o outro fosse. Talvez um viajasse, talvez outro fugisse. Talvez trocassem cartas, telefonemas noturnos, dominicais, cristais e contas por sedex (...) talvez ficassem curados, ao mesmo tempo ou não. Talvez algum partisse, outro ficasse. Talvez um perdesse peso, o outro ficasse cego. Talvez não se vissem nunca mais, com olhos daqui pelo menos, talvez enlouquecessem de amor e mudassem um para a cidade do outro, ou viajassem junto para Paris (...) talvez um se matasse, o outro negativasse. Seqüestrados por um OVNI, mortos por bala perdida, quem sabe. Talvez tudo, talvez nada "
Caio Fernando Abreu

terça-feira, 17 de agosto de 2010

bem...

Lentamente ela abriu os olhos, estava feliz no aconchego dos braços de seu amado. Sim é mais um desses dias comuns, mas para ela era especial , como todos ao lado dele apesar dos erros do passado . O sol já iluminava suas curvas. O cheiro do café, que vinha da cozinha, lhe  lembrava que estava com fome e um desejo imenso de deliciar o bolo de chocolate que fizera na noite passada.
Saiu delicadamente dos braços envolventes, beijou-lhe e sorriu quando ele sussurou - " esta cedo amor "- cobriu-o . Abriu o armário calmamente para escolher uma roupa leve, apesar de seus cabelos vermelhos cobrirem os seios.Vestiu o blusão quadriculado ainda com o perfume de cereja  do cigarro , ela sabia que ele adorava.
Voltou para o quarto com sua caneca preta de vidro e o café forte. Admirou-o enquanto dormia e sentou-se na janela, olhou para seu interior e viu o mundo, mas um mundo muito mais de sonhos do que de realidade. Lá tudo a fazia bem e a fazia amar.
Já havia sofrido com o passado... e seu amor já a conhecia o suficiente para modificar a realidade e saber o que lhe fazia bem. Mas também sabia que algo lhe fazia respirar em seu novo canto,talvez um alguém que fica a admira-la no outro lado na rua, com um desejo intenso e um sorriso encantador, quem sabe um amor puro. Pena  ela esta cega por um amor verdadeiro errado...
Lembrou então de seus livros de romances, da poltrona no canto da varanda e como se encontrava nas personagens fictícias de seus livros. Se sentia traduzida e por muitas vezes se sentiu no lugar errado.Em sua frente suas lembranças dançavam em sua mente e se esforçou para recordar cada detalhe e por fim a saudade a abraçou quando percebeu que a felicidade também pode ser a tristeza... Uma lágrima se misturou ao café já frio. Enão com um carinho suave ele secou suas lágrimas e disse:
- Deixa eu te fazer feliz hoje
- Ela perguntou com a voz trêmula - e amanhã?
- Não importa, só quero ficar bem com você...

terça-feira, 10 de agosto de 2010

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Metamorfose



Não a reconheço.
Talvez pelas perdas ou  conquistas
Sei que correu atrás das nuvens em dias nublados e mesmo assim encontrou o sol
Frágil
Fingiu ser forte para não perder seus sonhos
Ferida
Fez curativo e seguiu, deu uma segunda chance
Caminhou
Na dúvida de suas certezas
Queria voar na noite
Com a esperança de um novo dia
Negou
percebendo que concordar com tudo para ver os outros sorrirem era acorrentar sua alma
Sorriu
Quando na dor aprendeu que o ontem é tarde  para torná-lo feliz e o amanhã não sabia ao certo...
Irradiou
quando descobriu que era fonte de luz, mesmo que tênue, finalmente disse:
- Hoje fui feliz !

Não ela não é a mesma... em si o inicío da sua felicidade.



quinta-feira, 29 de julho de 2010


" Porque quando fecho os olhos, é você quem eu vejo;aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim. Dilacerando felicidades de mentira,desconstruindo tudo o que planejei, abrindo todas as janelas para um mundo deserto. É você quem sorri, morde o lábio, fala grosso, conta histórias, me tira do sério, faz ares de palhaço, pinta segredos,ilumina o corredor por onde passo todos os dias. "
Caio f.


quarta-feira, 28 de julho de 2010

Espera...


Todos os dias eu saia para trabalhar e a via  parada, quieta, com o olhar perdido. Seus cabelos brilhavam, seu rosto angelical, sua beleza era especial...Não entendia o que fazia todos os dias sozinha ali, sempre arrumada.
Era domingo. Num desses em que tudo se repete. Fui comprar pão, ainda era muito cedo e lá estava ela. Então sentei ao seu lado e tentei ver o que tanto lhe prendia a atenção, mas nada achei. Respirei fundo e perguntei:
- Te vejo todo dia aqui. O que te prende?
- Espero minha metade...
- ... Mas onde ela esta?
- Foi em busca da felicidade
- Não entendo...
- Ele não achou suficiente viver um amor, queria mais, queria encontrar a felicidade plena, então pegou carona com o vento e eu fiquei aqui...
- Por que não foi com ele?
- Porque eu já encontrei a felicidade... eu e ele somos o amor e a paixão, mas juntos a felicidade.

Ela me olhou com muita ternura e sorriu, então me levantei e fui para casa sem parar de pensar no que me disse. Percebi que algumas lágrimas se desfaziam no vento, que era o que sentia mas não entendia e um sorriso nasceu...Virei para trás e ela não estava mais lá. Para muitos é só loucura, mas para mim um anjo me mostrando um caminho, um raio de luz...

segunda-feira, 19 de julho de 2010


Recebi um carinho enorme, pelo qual fiquei muito emocionada: Prêmio Dardos
Esse carinho  foi  do blog http://bardosnavegadores.blogspot.com/
Paulo agradeço de todo o coração esse carinho e para mim é uma honra muito grande.
 
Com este selo são premiados os blogs e seus blogueiros que transmitem valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. Que, em suma, demosntram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras.
Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.

Recomenda-se que, quem recebe o "Prêmio Dardos" e o aceita, siga algumas regras:

1. Exibir a Distinta Imagem,
2. Apontar o Blog pelo qual recebeu o prêmio;
3. Escolher pessoas de sua preferência e um blog de cada pessoa escolhida para oferecer o "Prêmio Dardos".
http://silvinhahba.blogspot.com/
http://h-katia.blogspot.com/
http://tantoscaminhosisadora.blogspot.com/
http://missuniversoproprio.blogspot.com/
http://umolharsonhador.blogspot.com/
http://nottamental.blogspot.com/

domingo, 18 de julho de 2010

Aqui perto...

Faz algum tempo que tentei te mostrar o que só agora percebeu, mas acho que não ouviu por causa da minha voz trêmula ou do filme de ação nada clichê que assistíamos.
Você ficou tão cego pelos efeitos ilusionários e a adrenalina que soltou minha mão, se perdeu da realidade e eu não consegui acompanhar. Então corri por entre as ruas, gritei seu nome ao vento, mas não te encontrei.
O vazio era tão frio. Peguei o celular e sem escolher liguei para o primeiro número que apareceu na agenda.
- Oi !
-Oi ! Quanto tempo...Que vai fazer hoje? Estou aqui perto da sua casa...
- Eu...Eu...Nada, só queria conversar.
-Foi ele de novo? Você ainda o ama? Ele não estava ai quando mais precisou...
-Não sei . Só quero fugir de mim, não quero falar de mim só por hoje.
-Então deixa te fazer esquecer de tudo, deixa eu fazer o que seus olhos desejam...
-Como assim? Não tenho certeza de nada, mas desculpe não devia ter ligado, nem sei...
-Para...Só quero te mostrar seus olhos brilhando ao se ver sorrindo no espelho, pois as nuvens podem querer encobrir o céu, mas o sol sempre estará acima delas aquecendo nossos corações.
-Obrigado! Te encontro em meia hora na praia
-Vou estar esperando com dois sorvetes com calda de chocolate, uma rosa e um lenço. bjo

segunda-feira, 12 de julho de 2010


Nem o mais sábio iria entender

Quando sem pressa o sorriso chegou

Cheiro de mato, a luz e o breu

E o seu silêncio por tudo falou

Não esconde o orgulho que é para ninguém ver

Que o pecado tem razão de ser

Inevitáveis a rosa e o mel

Sons do seu corpo em acordes do amor

Natiruts - A Hipnose Do Amor

 

 

 P.S: Lá fora a chuva cai, mas não sinto o frio que o vento carrega, acho que é a felicidade que se fez hóspode no meu coração. Ta tudo tão quentinho e aconchegante, só uma música ao fundo para dar ritmo as risadas e olhares. Nada programado. Só improviso, mas ainda não vou poder escrever o final, pois o dia não acabou e minha noite só começou e amanhã só ao futuro pertence.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Entre nós...


Vejo anjos
São muito raros e difíceis de se conquistar
Mas quando nos acompanham amenizam as dificuldades
Mostram que tudo vai passar
Convivem com nossos defeitos
Eles abdicaram suas asas
Tampouco caminham sobre nuvens
Mas reluzem como estrelas
Consola
E faz seu coração de abrigo
Olham nossa alma e podem até nos traduzir
Nos trazem felicidade
Mas também choram 
Quando com verdades 
Vêem lágrimas transbordarem
De um coração traído pela ilusão.


P.S: Amigos são anjos entre nós.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Hoje é mais um desses dias em que você se pergunta - Por que fiz isso? Por que acordei? Adoraria ter o livro da minha vida sobre a mesa do meu escritório e lá sentar e corrigir todas os acontecimentos tortos. Seria ótimo descançar a cabeça sobre o travesseiro e ter a certeza que amanhã estaria sorrindo. Talvez assim, o mundo não seria tão cinza e por entre as nuvens rabiscos coloridos apareceriam, mas será que ele é tão mórbido ou eu que perdi as cores ? Mas em você vejo um céu colorido. Será que você é o meu mundo? Não acho que eu que fantasiei demais, mas porque me sinto com asas ao seu lado? É também não, não é você, é só eu.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

6 coisas que vocês não sabem sobre mim- Meme


Recebi esse meme do lindo blog http://redoma-de-cristal.blogspot.com/
Então terei que dizer aqui seis coisas que vocês desconhecem a meu respeito e indicar seis outros amigos blogueiros(as).
1 - Sou casada e tenho duas gatinhas lindas:

 







2- Faço bico quando fico irritada:












3- Quando escuto uma música que toca minha alma começo a dançar, mas as vezes estou no ponto de ônibus :)








4-Amo pão de queijo, pizza e brigadeiro na panela












5-Beijos na nuca me enlouquecem













6-Tenho tatuagem




indicando!!!!

http://coisasdabrenda.blogspot.com/
http://cantinhodamissrj.blogspot.com/
http://h-katia.blogspot.com/
http://morangoeestrelas.blogspot.com/
http://barthes-fragmentos.blogspot.com/
 http://meumundosensual.blogspot.com/

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Esses dias estão meio desalinhados. Mesmo os meus rasbiscos no papel parecem não terem formas, não sei se é o ângulo que vi ou se é um daqueles momentos onde a tristeza transborda e dilúi a alegria e só fica um vazio. De repente senti uma vontade de um abraço que eternize o tempo e preencha isso que sinto, ou talvez, amenize...sei lá.
Quem sabe se eu parasse de sonhar? Vivem dizendo que meus pés estão fora do chão ou que estou sempre no  mundo encantado. Não preciso justificar a maneira como penso afinal cada um tem sua maneira de viver. Só preciso fazer aquilo que me faça feliz, mas também sei que a felicidade depende das minhas decisões,  que não posso fazer todo mundo feliz, mas também não posso pisar em ninguém.
Esses dias que o vazio faz com que a desistência apareça e só me resta a entrega. O cansaço de lutar para que a maldade não apague um sorriso, esse que é viajante do tempo, que chega a me fazer flutuar como as nuvens.
Momentos...Agora estou vivendo esse momento de vazio, mas sei que vai passar é só a sombra do passado e o vento já vai chegar para me abraçar...

Outras intensidades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...